domingo, 3 de novembro de 2013

Crazy and Obsessive Capitulo 4

                                                   Os únicos ruídos na minha cabeça
                                                         São consumidos por sua voz
                                                                 De toda a dor e ódio
                                                 Quanto tempo você pode chutar alguém
                                            Antes que um pé se quebre?(Demi Lovato-Open)

Alison On:Eu estava pasma e ao mesmo tempo morrendo de medo não sabia
do que ele era capaz
Seu sorriso continuava estampado em seu rosto e seus olhos eram fixos
em mim

Justin:está com fome? que pergunta é claro que está
Eu:como você conseguiu entrar aqui?
Justin:não foi muito difícil

Ele falou isso simplismente como se fosse a coisa mais natural do
mundo e o que me dá mais medo é a sua calma como se tudo estivesse perfeitamente certo

Eu:eu quero que você vá embora agora
Justin:bom é melhor você tomar um banho enquanto eu preparo alguma
coisa pra gente comer
Eu:eu não estou com fome
Justin:e eu não estou pedindo

Jogou a toalha em cima da cama e se dirigiu a porta

Justin:não demore

Sai correndo tentando achar um celular ou alguma coisa que pudesse me ajudar
Acabei não encontrando nada,me dirigi á janela tentando abrir a mesma o que não
adiantou em nada
Eu estava trancada com um maluco que eu não sei do que é capaz,desci
as escadas e o mesmo se encontrava em frenta ao fogão até o avental do meu pai ele estava usando

Justin:você não foi tomar banho como eu mandei 
Eu:você não manda em mim

Justin se aproximou de mim deixando nossos rostos bem próximos 
e me prençou no balção da cozinha

Justin:é melhor você fazer o que eu mando 
Eu:o que você quer comigo?
Justin:relaxa até pareçe que eu vou tentar te matar-riu
Eu:então porque trancou tudo?
Justin:por precaução

Ele se afastou rapidamente de mim,voltando para o fogão

Justin:eu fiz panquecas espero que goste
Eu:não estou com fome
Justin:eu ja volto,e quando eu voltar espero que você esteje
sentada comendo

Ele se dirigiu ao meu quarto novamente me deixando ali,
corri até a porta tentando abrir e a maldita estava fechada
Fui até a mesinha do lado do sofá e encontrei a chave reserva que papai sempre deixa pra mim,
me aproximei da porta e assim que consegui a abrir senti a mesma fechando em segundos e meu corpo
sendo jogado com força na mesma,tanta força que senti uma dor insuportável nas costas
Aqueles olhos cor-de-mel qu agora me olhavam com fúria e suas mãos seguravam com força 
meus braços ao lado do meu corpo

Justin:porra o que eu disse pra você fazer?

Eu estava tremendo de medo do que ele poderia fazer,porque eu?
Não passo de uma esquisita que acabou de se mudar,tudo o que eu queria era
acordar agora e tudo isso não pasasse de um terrível pesadelo

6 comentários: