quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Feliz Natal!!!

Passando aqui pra desejar um Feliz Natal atrasado e que eu amo muito vocês e que eu vou demorar um pouquinho para postar problemas pessoais,mas assim que der eu irei postar
Bjs

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

A Proof Of Love Capitulo 4

                                                    Eu sei que me pedirá para aguentar
                                               E continuar como se nada estivesse errado
                              Não há mais tempo para mentiras(The Pussycat Dolls-I Hate This Part)

Amy:olá crianças-entrando no quarto
eu trouxe um lanchinho pra vocês 
Justin:obrigado Dona Amy mas eu tenho que ir
Amy:que pena,foi um prazer te ter aqui Justin
Justin:o prazer foi todo meu,tchau Kate-acenou
Kate:tchau Justin
Amy:o que você fez pra ele Kate?-largando a bandeja na cama
Kate:ai mãe eu não fiz nada
Amy:o menino veio aqui porque queria te ver e foi muito gentil e você o trata assim?
Kate:ele veio aqui porque você disse que eu estou morrendo,ele veio por pena

Minha mãe ficou me olhando com uma cara de espanto,vi uma lágrima escorrer pelo seu rosto
Ela se levantou pegou a bandeja e saiu do quarto
Droga Kate olha o que você fez,eu odeio ver minha mãe chorar,cada vez que isso acontece é como se uma faca atravesasse meu peito
Respirei fundo e me sentei na cama eu não deveria estar tão chata e odiando todo mundo meus pais devem estar sofrendo com tudo isso e a única coisa que eu estou fazendo é reclamar
Talvez dar uma chance para Justin se aproxima não seja uma má ideia

Manhã Seguinte.........

Ja estava pronta para escola peguei minha mochila e sai de casa,eu não quis tomar café da manhã ainda estava me sentindo muito mal por ontem e até eu ter um pedido de desculpas descente pra minha mãe eu não iria falar com ela e magoar ainda mais seus sentimentos
A escola é um pouco longe da minha casa e eu fui muito idiota em esquecer de pedir uma carona para as minhas amigas eu vou morrer até chegar
O tempo estava bem refrescante isso ajudava um pouco,uma ferrari preta parou do meu lado imadiatamente o vidro foi abaixado e o loiro de óculos escuros sorriu pra mim

Justin:oi Kate
Eu:oi Justin-sorri sem mostrar os dentes
Justin:quer uma carona?

Bom essa era uma ótima oportunidade de me aproximar de Justin Drew Bieber,vamos lá Kate é so não olhar para os seus olhos e seu belo sorriso que tudo ficará bem

Kate:quero sim-sorri

"Dizendo que nada nos leva a lugar nenhum rapidamente 
Estou aguentando firme por dentro"

http://www.polyvore.com/cgi/set?id=107557178&.locale=pt-br

sábado, 7 de dezembro de 2013

Love Me Like You Do Capitulo 24


     
Talvez você possa ser a luz
Que abra os meus olhos
Faça todos os meus erros se tornarem acertos(Change Me-Justin Bieber)


Seu Nome On:Você deve estar se perguntando
porque eu estava ali?
Assim que Chaz me contou que Justin estava em casa e que a cirurgia tinha cido um sucesso eu não aguentei e tive que vir com eles pra cá eu tinha que ver que ele estava bem por mais magoada que eu estivesse

Eu:Oi Justin-sussurei
Justin:Oi

Fiquei encarando o mesmo que me olhava sem parar era estranho e eu nunca me senti estranha perto dele

Chaz:legal porque não vamos dar uma volta na praia galera?
Justin:ver o mar seria ótimo-sorriu
Eu:eu também quero ir
Ryan:entã vamos todo mundo

A praia não era longe,era final de tarde o tempo estava nublado e tinha um ventinho gelado
Nos sentamos na areia da praia e eu nunca vi Justin sorrir tanto como naquele dia,ele queria olhar tudo ao mesmo tempo nunca parava de observar as coisas era até engraçado
Estávamos ali a mais ou menos 40 minutos e ele não tinha me dirigido a palavra era desconfortável sentia que ele não me queria ali

Ryan:saca só aquelas gatinhas não param de olhar pra cá

Me virei olhando quatro meninas até bem bonitas que como Ryan disse nao tiravam os olhos daqui

Chaz:vamos lá

Chaz levantou seguido de Ryan e Chris e foram ate as meninas,estávamos sozinhos você não pode me evitar agora senhor Justin

Justin:é bonito aqui
Eu:é

Ele ainda não me olhava 

Eu:é tão difícil olhar pra mim?-droga não era pra eu ter falado em voz alta

Ele olhou pra mim surpreso pela minha pergunta,suspirou e soltou uma risada fraca

Justin:se eu te olhar não vou querer mais parar-olhando para o mar

Meu corpo se arrepiou com a sua resposta e me coração acelerou,não sei porque mas toquei sua mão e a apertei,ele retribuiu o carinho de imediato 
Tocou meu rosto e sorriu,aquele sorriso que consegue derreter o coração de qualquer uma 

Justin:eu gos
XXX.olá

Uma menina alta com cabelos castanhos,pele clara,olhos pretos e um lindo sorriso estava em pé perto de Justin
O mesmo soltou minha mão e sorriu pra ela,se levantou e limpou sua calças

Justin:olá eu sou Justin-apertou sua mão
XXX:sou Alice
Justin:essa é a seu nome
XXX:oi-sorriu sem mostrar os dentes
Eu:oi-falei baixo
Alice:você não quer dar uma volta Justin?
Justin:claro!
você vem Seu Nome?
Eu:não tudo eu vou ficar por aqui mesmo-sorri sem mostrar os dentes
Justin:ok

Vi os dois se distanciarem de mim,ele ia dizer que ainda gosta de mim e essa vadia atrapalhou tudo
Não posso perder ele de novo,eu amo e preciso esquecer meu pai e lutar por aquilo que eu quero
A escolha é minha,e eu escolherei ficar ao lado daquele que me amou sem ao menos saber como eu era fisicamente nem que para isso eu tenha que enfrentar aquele que eu sempre temi

"O amor não se vê com os olhos mas com o coração"

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

My Dear Brother From Evil Capitulo 11

                                                               Te odeio, não me deixe
                                Te odeio, por favor me ame(Demi Lovato-I Hate You Don't Leave Me)

Me encontro já em sua cama,o sinto se afastar de mim e o mesmo sair pela porta
Respirei fundo e pensei na hipótese que ele me deixaria ali naquele estado mas não segundos depois ele estava de volta com uma taça em mãos
-Você confia em mim?-fala ofegante
Faço que sim com a cabeça, os olhos arregalados, o coração saltando, o sangue latejando nas veias. Ele põe a mão no bolso da calça e tira aquela gravata de seda cinza...
(...) Com grande agilidade, ele monta em mim, já prendendo os meus pulsos, mas, dessa vez, amarra a outra ponta da gravata numa das colunas da cabeceira da cama. Ele puxa o laço, verificando se está firme. Não posso sair do lugar. Estou presa, literalmente, à minha cama, e estou muito excitada. (...)
- Se você se debater, amarro seus pés também. Se fizer algum barulho, Ivy, eu a amordaço. Fique quieta. (...)
Ele torna a montar em mim, puxa a minha camiseta, e acho que vai tirá-la, mas a enrola até o meu pescoço e puxa um pouco mais para cima, deixando-me com a boca e o nariz descobertos, mas os olhos tapados. E, como a camiseta está dobrada, não consigo enxergar nada através dela. (...)
- Está com sede, pequena Ivy? - pergunta, num tom provocante.
- Estou - sussurro, porque de repente fico com a boca seca.
Ouço o gelo tilintando no copo, e ele se inclina e me beija, enchendo minha boca com um líquido delicioso e geladinho. É vinho. Aquilo é tão inesperado, tão quente, apesar de estar gelado e os lábios de Justin estarem frios. (...)
Fico tensa. Ele torna a balançar o copo, e me beija, passando para a minha boca uma pedrinha de gelo com um pouco de vinho. Sem pressa, ele vai me dando beijos gelados até chegar ao centro do meu corpo, começando no pescoço, descendo por entre os seios, passando pelo torso até a barriga. Solta um pedacinho de gelo em meu umbigo, numa poça gelada de vinho. Isso faz com que eu me sinta queimando por dentro, por todo o caminho, até lá embaixo. Uau. (...)
Com um dedo, ele abaixa os bojos do meu sutiã um de cada vez, levantando os meus seios, expostos e vulneráveis. Inclinando-se, ele beija e puxa os meus mamilos, um de cada vez, com aqueles lábios gelados. (...)
Ouço o gelo tilintar de novo, e aí o sinto em volta do mamilo direito enquanto ele puxa o esquerdo com os lábios. Gemo, tentando não me mexer. É uma tortura doce e torturante
- Se derramar o vinho, não deixo você gozar.
- Ah... por favor... Juss... Justin... Por favor.
Ele está me deixando louca. Ouço-o soltar uma risada fraca
O gelo no meu umbigo está derretendo. Estou para lá de quente - quente e gelada e querendo ele dentro de mim. Agora. Seus dedos frios passeiam devagar pela minha barriga. Minha pele está supersensível, meus quadris arqueiam automaticamente, e o líquido no meu umbigo, agora mais quente, escorre pela minha barriga. Justin mais que depressa o lambe, me beijando, me mordendo de leve, me chupando.
-Ivy, você se mexeu. O que vou fazer com você?
(...) Seus dedos deslizam para dentro da minha calcinha, e sou recompensada com o gemido rouco que ele deixa escapar.
-Ah, Ivy - murmura, e enfia dois dedos dentro de mim.
Suspiro.
-Já está pronta para mim tão cedo - diz ele.
Ele fica enfiando e tirando os dedos com uma lentidão tentadora, e levanto os quadris, me apertando contra ele.
-Você é uma garota voraz - adverte ele baixinho, passando o polegar em volta do meu clitóris e depois pressionando-o.
(...) Ele se abaixa e me beija, ainda mexendo os dedos ritmadamente dentro de mim, rodando e pressionando o polegar. Ele me agarra pelo cabelo, impedindo que eu mexa a cabeça. Sua língua imita o que seus dedos fazem. Começo a tensionar as pernas fazendo pressão contra a mão dele. Ele relaxa a mão, obrigando-me a recuar quando já estou quase lá. Faz isso repetidas vezes. É muito frustrante...
- Esse é o seu castigo, tão perto e, no entanto, tão longe. É legal? - sussurra ele no meu ouvido.
-Gemo, exausta, esticando a amarra. Estou impotente, perdida num tormento erótico.
-Por favor - imploro, e ele finalmente tem pena de mim. (...)
Ah... meu corpo começa a estremecer. Ele para de novo. (...)
-O que você quer, Ivy?
-Você... agora - imploro. (...)
Ele retira a mão e pega um envelopinho de papel laminado na mesa de cabeceira. Ajoelha-se entre as minhas pernas, e, bem devagar, tira a minha calcinha, olhando para mim, os olhos brilhando. (...)
Estou explodindo de tensão sexual. Ele me olha por um instante, avaliando o meu desejo, aí me agarra de repente e me vira.Isso me pega de surpresa, e, por estar com as mãos atadas, tenho que me apoiar nos cotovelos. Ele empurra meus dois joelhos cama acima, me deixando de quatro, e me dá uma palmada forte. Antes que eu possa reagir, ele me penetra. Grito - por causa da palmada e da súbita investida dele, e gozo na mesma hora e torno a gozar de novo e de novo, desmontando embaixo dele enquanto ele continua a me penetrar deliciosamente.
Ele não para. Estou exausta. Não aguento mais... e ele não para de meter... estou ficando excitada de novo... claro que não... não...
-Goza para mim, Ivy, de novo - grunhe ele entre dentes, e, incrivelmente, meu corpo responde, estremecendo enquanto tenho outro orgasmo, gritando o nome dele. Torno a me estilhaçar em mil pedaços, e Justin para, finalmente se deixando ir, gozando calado. Ele desaba em cima de mim, ofegando.
Justin me solta e me puxa para seus braços,apoio minha cabeça em seu peito fechando meus olhos
Eu tinha uma escolha deixar o passado pra trás e viver minha vida com Tyler,eu seria feliz com ele,mas então porque viver intensamente esse amor proibido me parecia a escolha correta?

Sim isso é uma parte do livro 50 tons de cinza,estou sem criatividade e eu achei que ficava legal assim,espero que vocês gostem e prometo que as próximas eu mesma irei escrever ok,bjs

Sorry !!!!

Oiee vocês devem estar me matando mentalmente eu sei eu mereço isso,juro que postarei sábado ou domingo um dos imagines só não sei qual ainda
Espero que vocês comentem e sinto muito por demorar tanto para postar 
Bjs Amo Vocês
Fiquem com esses lindos Bye

terça-feira, 12 de novembro de 2013

domingo, 3 de novembro de 2013

Crazy and Obsessive Capitulo 4

                                                   Os únicos ruídos na minha cabeça
                                                         São consumidos por sua voz
                                                                 De toda a dor e ódio
                                                 Quanto tempo você pode chutar alguém
                                            Antes que um pé se quebre?(Demi Lovato-Open)

Alison On:Eu estava pasma e ao mesmo tempo morrendo de medo não sabia
do que ele era capaz
Seu sorriso continuava estampado em seu rosto e seus olhos eram fixos
em mim

Justin:está com fome? que pergunta é claro que está
Eu:como você conseguiu entrar aqui?
Justin:não foi muito difícil

Ele falou isso simplismente como se fosse a coisa mais natural do
mundo e o que me dá mais medo é a sua calma como se tudo estivesse perfeitamente certo

Eu:eu quero que você vá embora agora
Justin:bom é melhor você tomar um banho enquanto eu preparo alguma
coisa pra gente comer
Eu:eu não estou com fome
Justin:e eu não estou pedindo

Jogou a toalha em cima da cama e se dirigiu a porta

Justin:não demore

Sai correndo tentando achar um celular ou alguma coisa que pudesse me ajudar
Acabei não encontrando nada,me dirigi á janela tentando abrir a mesma o que não
adiantou em nada
Eu estava trancada com um maluco que eu não sei do que é capaz,desci
as escadas e o mesmo se encontrava em frenta ao fogão até o avental do meu pai ele estava usando

Justin:você não foi tomar banho como eu mandei 
Eu:você não manda em mim

Justin se aproximou de mim deixando nossos rostos bem próximos 
e me prençou no balção da cozinha

Justin:é melhor você fazer o que eu mando 
Eu:o que você quer comigo?
Justin:relaxa até pareçe que eu vou tentar te matar-riu
Eu:então porque trancou tudo?
Justin:por precaução

Ele se afastou rapidamente de mim,voltando para o fogão

Justin:eu fiz panquecas espero que goste
Eu:não estou com fome
Justin:eu ja volto,e quando eu voltar espero que você esteje
sentada comendo

Ele se dirigiu ao meu quarto novamente me deixando ali,
corri até a porta tentando abrir e a maldita estava fechada
Fui até a mesinha do lado do sofá e encontrei a chave reserva que papai sempre deixa pra mim,
me aproximei da porta e assim que consegui a abrir senti a mesma fechando em segundos e meu corpo
sendo jogado com força na mesma,tanta força que senti uma dor insuportável nas costas
Aqueles olhos cor-de-mel qu agora me olhavam com fúria e suas mãos seguravam com força 
meus braços ao lado do meu corpo

Justin:porra o que eu disse pra você fazer?

Eu estava tremendo de medo do que ele poderia fazer,porque eu?
Não passo de uma esquisita que acabou de se mudar,tudo o que eu queria era
acordar agora e tudo isso não pasasse de um terrível pesadelo

sábado, 19 de outubro de 2013

Love Me Like You Do Capitulo 23

Não me diga que você é minha destruidora de corações
Porque garota meu coração está se partindo(Justin Bieber-Heartbreaker)



Dr:prontinho garotão

Já não sentia mais as ataduras em meu rosto era estranho a sensação de saber que era só abrir meus olhos e eu voltaria a ver o mundo tudo iria mudar
Senti minha mãe segurar minha mão abri lentamente os olhos á luz solar me incomodou um pouco vizualizei ainda com a vista um pouco embaçada o quarto na cor branco e o Dr a minha frente

Dr:tudo bem?
Justin:só um pouco embaçado
Dr:isso é perfeitamente normal depois vai ficar melhor

Olhei para o lado e vi minha mãe sorrindo pra mim,a mulher mais linda desse mundo ela alisou meu rosto e o médico pegou uma lanterninha colocando nos meus olhos e depois se retirou dizendo a minha mãe que estava tudo bem
Me acomodei na cama relaxando um pouco,era estranho eu olhava para todos os lados não conseguia fechar os meus olhos,eu fiquei tanto tempo sem enxergar que parecia que sempre estiveram fechado
O que eu mais queria agora era sair daqui ver meus amigos,andar por ai e ver a Seu Nome eu queria vê-la nem que fosse de longe nem que fosse pela última vez

                                                          Dois dias depois

Acabamos de chegar do hospital tive alta faz dois dias e mesmo com o médico dizendo que eu estava bem minha mãe insistiu em voltar lá 
Estava cansado de hospitais eu queria me divertir agora e fazer tudo o que eu não pude fazer antes 
Convidei meus amigos para virem me ver era sãbado poderíamos sair em algum lugar e eu precisava me divertir,ouvi o barulho da campainha

Chaz:e ai cara-fizemos um toque
Justin:e ai
Ryan:espero que não se importe mas trouxemos alguém junto
Justin:quem?

Vi aquele ser que mais parecia um anjo sair de tras de Chris seus olhos azuis brilhavam por conta da luz solar seus lindos cabelos loiros 
Ela não olhava nos meus olhos ou quando olhava dava um jeito de desviar,eu queria abraça-la mas eu não podia depois de tudo o que aconteceu não sei como seria sua reação mas se ela veio aqui foi porque quis
Eu so queria que tudo mudasse e que as coisas fossem mais fáceis para nós dois

Ainda acredito no amor
Ainda acredito em nós
Euspero que você acredite em nós
Da maneira como eu acredito em nós


Ta uma bosta eu sei mas eu tinha que postar porque fazia um tempão que eu não postava eu realmente não quero cancelar Love Me Like You Do mas eu estou sem criatividade pra esse imagine 
Mais não irei cancelar ele,My Nanny Belieber esta cancelada e eu prometo não cacelar mas nanhum Imagine ok Bjs Amo Vocês 

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

A Proof Of Love Capitulo 3

                                                      Quando você surge, eu fico paralisada
                                                     E toda vez que tento ser eu mesma
                         Dá tudo errado como um grito por socorro(Demi Lovato-Heart Attack)

Depois das duas me implorarem para sair de casa eu resolvi ir ao shopping,
coloquei uma roupa confortável avisei minha mãe e saimos
Eu não estava com ânimo algum pra sair de casa mas talvez ar fresco me fizesse bem,ficamos
dando algumas voltas e aquilo realmente estava entediante
Resolvemos voltar pra casa,as duas me deixaram em frente á minha casa e seguiram para as suas,entrei em casa dando de cara com uma cena que eu pensei que nunca aconteceria minha mãe estava sentada no sofá ao lado de Justin Drew Bieber  e os dois pareciam bem alegres conversando
Assim que ela notou minha presença ali abriu um perfeito sorriso é minha mãe sabia que eu era perdidamente apaixonada por ele 

Amy:oi querida-me abraçando
Eu:oi mãe e oi Justin-sorri tímida
Justin:oi Kate-beijando micha bochecha

Acho que eu desmaiei por alguns segundos porque  seu cheiro tinha que ser tão bom?
Porque meu nome quando pronunciado por aquela boca tinha que soar tão sexy?
Acho que eu fiquei um tempo encarando ele e devo ter feito uma cara de retardada porque minha mãe cutucou meu braço

Amy:querida Justin veio te ver
Kate:me ver?
Justin:sim suas amigas e falaram sobre o que esta acontecendo
Kate:como elas te falaram se ficaram comigo hoje o tempo todo a não ser que 
Amy:eu tive que falar
Kate:contou pra elas antes mesmo de eu contar?
Amy:porque vocês não vão conversar no quarto enquanto eu preparo um lanche pra vocês-e seguiu pra cozinha

Respirei fundo vendo a mesma se afastar voltei meus olhos para aquele ser perfeito á minha frente

Justin:trouxe uma coisa pra você

O mesmo se afastou seguindo pra mesinha de centro pegando um buquê de rosas vermelhas
me entregou as mesmas com um enorme sorriso no rosto

Kate:são pro meu velório?

Não sei de onde saiu essa pergunta e a minha cara de tédio mas naquele momento estava descontando minha raiva em cima dele que não tinha culpa de nada ou talvez tivesse apenas por estar ali por pena e eu odeio que as pessoas sintam pena de mim

Justin:desculpe se não gostou das flores não era essa a minha intenção
Kate:tanto faz

Segui pro meu quarto sentindo o mesmo atrás de mim,entrei joguei as flores em cima da cama e encarei de braços cruzados Justin 

Justin:você se sente bem?
Kate:em compensação que eu vou perder meu cabelo e sentir dores horríveis em todo o meu corpo é eu estou bem-falei irônica
Justin:você gosta de dançar-falou olhando minhas fotos dos ensaios de balê em cima da mesinha
Kate:sim eu gosto

O mesmo respirou fundo achei que naquele momento ele iria ir embora mas apenas se sentou na minha cama pegando o buquê

Justin:de que tipo de flor você gosta?
Kate:no momento não estou gostando de nenhuma
Justin:sua mãe é bem legal,me falou bastante de você
Kate:porque não vai embora?
Justin:o que?
Kate:eu não preciso da sua pena
Justin:não estou aqui porque sinto sua pena
Kate:esta aqui porque então?
Justin:porque me importo com você

Meu coração bateu mais rápido e minhas pernas ficaram bambas naquele momento senti vontade de chorar,chorar porque eu estava sendo uma completa idiota e ele estava sendo a pessoa mais maravilhosa do mundo,mas será mesmo que Justin Drew Bieber se importava comigo?

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Crazy and Obsessive Capitulo 3

                                                      O tom da sua voz era um aviso
                       Que você não se importa mais comigo(Kelly Clarkson-My Favorite Mistake)

Sai da escola e logo avistei meu pai em seu carro,sorri e acenei pra ele
me aproximando 
Joguei minha mochila no banco traseiro e me sentei no banco passageiro

Simom:como foi seu dia?
Eu:bom
Simom:vamos definir o seu bom pro meu bom
Eu:pai ninguém mexeu comigo okay
Simom:okay,só não quero que ninguém te machuque
Eu:ninguém vai machucar ta okay-sorri
Simom:riu-okay então

                       [.......]

Depois de chegarmos em casa tomei um bom banho e meu pai
disse que iríamos comer em um restaurante porque depois ele teria que voltar
ao trabalho
Tudo bem estou acostumada a ficar sozinha,eu praticamente sempre estou sozinha
Meu pai me deixou em casa por volta da 13:00,eu fui direto para meu quarto eu teria 
um dia longo pra fazer nada

                       [.......]


.....................Dois dias depois..................

Fazia exatamente dois dias que eu não via o tal do Justin,não que eu me importasse
mas me deu um pouco de vontade perguntar aos seus amigos o que tinha acontecido
mas sempre me arrependia e achava idiotisse fazer isso
Sai da escola e não avistei meu pai ele deveria estar atrasado ultimamente
ele sempre anda se atrasando,esperei cinco,dez minutos e nada
Resolvi mandar uma mensagem avisando que eu iria a pé mesmo,o caminho 
era calmo isso que era legal em Strattford tudo aqui era super calmo e raramente
dava notícias de assassinatos ou coisa do tipo era ótimo morar aqui
Entrei em casa e me dirigi á cozinha estava com uma fome de leão,peguei algumas
coisas pra fazer um sanduíche e uma latinha de refrigerante
Ouvi um barulho lá em cima,minha respiração paralizou,eu definitivamente congelei
eu estava sozinha sem ninguém pra me proteger,vamos Alison você não é uma garota indefesa
você consegue
Subi calmamente as escadas e vi que a porta do meu quarto estava aberta,senti um vulto passar e ir em
direção ao meu banheiro
Abri um pouco mais a porta e entrei olhei em direção ao meu banheiro saindo de lá um ser apenas
de bermuda e secando os cabelos com uma toalha branca,minha toalha branca

Eu:o que você esta fazendo aqui?
Justin:oi-sorriu
que bom você chegou,demorou heim
Eu:o que?,olha eu não sei o que esta acontecendo mais é melhor
você ir embora
Justin:porque nós combinamos de ficar essa noite juntos
Eu:olha você está bem?,eu não combinei nada com você
Justin:combinamos sim,eu até disse pro meu pai dar mais trabalho para o seu pai,ele
vai ficar fora quase a noite inteira assim podemos ficar mais tempo juntos
Eu:você está me asustando
justin:hey calma eu só não aceito não como resposta-falou diabólico 

domingo, 15 de setembro de 2013

Love Me Like You Do Capitulo 22

                                    

   
                                                      ...........Três semanas depois...........

Justin On:Eu estava com aquela atadura em meu olhos e só sentia minha
mãe acariciar meu braço,não fazia ideia de que dia era hoje e a quanto tempo
eu estava naquele hospital
Estava fraco demais até pra falar,lembro de o médico dizendo pra minha mãe que a cirurgia
poderia ter alguns risco mas aqui estou eu só espero poder ver de novo
Toquei a mão da minha mãe a mesma a apertou me passando confiança e carinho ela sempre faz isso por isso eu tenho a melhor mãe do mundo

Pattie:sente alguma dor?
Eu:so um pouco mas vou ficar bem,que dia eu vou tirar essas ataduras?
Pattie:o médico disse que comforme você estivesse hoje mesmo podeíamos tirá-las

Um sorriso brotou nos meus lábios enfim eu poderia enxergar,eu veria o mundo como eu sempre sonhei

Pattie:Seu Nome perguntou sobre você?

Meu coração palpitou mais rápido,minha respiraão começou a falhar respirei fundo e soltei apenas um "hum" baixo

Pattie:ela se preocupa com você querido
Eu:mamãe não quero falar sobre ela okay

Ouvi a porta se abrir e minha mãe se afastar do meu lado a voz grossa soou pelo quarto

Dr:como você se sente garoto?
Eu:bem
Dr:ótimo,ancioso pra tirar as ataduras?
Eu:muito não vejo a hora-disse empolgado
Dr:tudo bem então vamos lá

Senti suas mãos tocarem meu ombro e depois um barulho de uma tesoura a cada momento que eu sentia as ataduras se desfazendo a emoção era cade vez maior,pensei que meu coração sairia pela boca,até não sentir mais nada no meu rosto 
Mantinha ainda meus olhos fechados não queria mentir eu tinha ainda uma pontada de receio que a cirurgia teria dado terrívelmente errado 
Ouvi a porta se abrir novamente e o perfume doce que eu conheçia tão bem invadir minhas narinas
ouvi minha mãe cochichar com essa pessoa e a mesma se aproximar de mim tocando meu rosto
Sua voz doce ecoou pelo quarto todo me deixando desnorteado

Seu Nome:oi Justin

Abri meus olhos devagar tendo a visão de um perfeito anjo a luz solar ainda um pouco incômoda pra mim refletia seus lindos olhos azuis,seus cabelos cor de ouro e seu sorriso nossa aquele sorriso mais que perfeito 

Justin:você é o meu anjo-sussurei

Vi seu sorriso aumentar e uma gargalhada sair de seus lábios,mas do nada sua risada foi ficando cada vez mais inaudível pra mim e seu rosto foi sumindo até eu sentir minha mãe chamando meu nome
Abri meus olhos sentindo ainda as ataduras neles e as mãos de minha mãe em meus braços

Pattie:tudo bem querido?
Eu:tudo mãe eu estou bem

É Seu Nome agora você irá pertencer apenas aos meus sonhos

A vida é feita de sonhos e ilusões, você foi meu sonho e acabo sendo só uma ilusão.” 

Ta ai demorei mas postei espero que gostem e comentem okay Bj,Bj,Bj,Bj

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Divulgando:http://thisisacriminal.blogspot.com.br/?m=1

A Proof Of Love Capitulo 2

                                 
                                                                  Pode parecer clichê
                                                                  Por eu querer dizer
                         Que você não está sozinha(Demi Lovato Feat Selena Gomez-One And The Same)

Pisquei algumas vezes olhando minha mãe a minha frente esperando alguma
reação minha

Eu:isso quer dizer que eu vou morrer?-sussurei
Amy:não querida nós vamos fazer todos os procedimentos
e você vai ficar bem
Eu:como você sabe?
Amy:eu conversei com o seu médico,Kate eu sei que é difícil
de entender mas tudo vai ficar bem
Eu:e a escola?
Amy:você vai continuar indo até um momento que você não se sinta
mais bem,ai depois vai estudar em casa
Eu:me abraça-com lágrimas nos olhos
Amy:claro querida

Me aconcheguei em seus braços sentindo seu perfume suave de flores,
e ali eu chorei,chorei como todas as vezes que eu engoli o choro e coloquei um sorriso no rosto
Eu dessabei nos braços da mulher que eu mais amo e confio nesse mundo

Amy:eu te amo
Eu:também te amo

                               [.......]

Amy:suas amigas estão aqui
Eu:mãe eu não quero ver ninguém agora
Amy:hey!são suas melhores amigas se não quizer não precisa falar nada
para elas ainda
Eu:suspirei-tudo bem
Amy:vou chamá-las-saindo

Tirei meus fones dos ouvidos e me aconcheguei melhor na cama,a porta
se abriu revelando duas malucas rindo sem parar

Eu:oi-sussurei
Samara:o que houve?
Eu:nada
Jennifer:a gente te conhece
Eu:não é nada droga
Samara:a gente não ia sair?
Eu:eu não estou me sentindo muito bem hoje
Jennifer:ta legal,levanta essa bunda gorda daí logo
Eu:qual parte vocês não entenderam?
Samara:vamos logo dar uma volta me falaram que o Justin vai estar no shopping-sorriu sapeca
Eu:eu não quero mesmo ir
Jennifer:é você está doente mesmo
Samara:então vamos ficar aqui com você-se jogando ao meu lado
Jennifer:nós vamos?-bufou
ta bom-se sentando do outro lado
Eu:eu gosto muito de vocês duas
Jennifer:o que você quer?
Eu:haha muito engraçado
Samara:está mesmo tudo bem?
Eu:não
Jennifer:então o que houve?
Eu:eu estou doente
Samara:bom é só você tomar remédios e se cuidar
Eu:não é tão simples assim
Jennifer:é claro que é para de tanto drama
Eu:eu estou morrendo

O silêncio reinou naquele quarto aquelas duas pessoas me olhavam
sem saber o que dizer
Talvez eu não devesse ter falado isso porque eu não sei o que está acontecendo
e eu odeio não saber o que fazer

Samara:você vai ficar bem não vai?
Eu:eu não sei
Jennifer:vaso ruim não quebra-soriu sem mostrar os dentes
Eu:ri-só você mesmo
Samara:estamos aqui
Jennifer:melhores amigas pra sempre
Eu:é
Samara:vai ficar tudo bem
Eu:eu já ouvi isso
Jennifer:e não acredita?
Eu:eu não sei de mais nada

As duas me abraçaram quase que me sufocando e me amassando,eu sabia
que mesmo que eu estivesse não acreditando em mais nada eu tinha elas ali
Pra me encher o saco,ou me fazer rir,mas o mais importante me fazer acreditar

Biia: Continuei love :)
Girl Swagger:Foi feito inspirado no filme mas eu vou arrumar do meu jeito,continuei :)

Eu vou postar Love Me Like You Do em breve é que eu vou ter que sair esse final de semana e amanhã também e hoje eu não poderia postar,mas eu prometo que vou tentar escrever alguma coisa a noite e postar Sexta-Feira e My Nanny Belieber eu vou demorar um pouco mais para postar okay Bjs

sábado, 31 de agosto de 2013

My Dear Brother From Evil Capitulo 10


                                     Não posso viver uma mentira, fugindo pela minha vida
                                        Eu sempre irei te querer(Miley Cyrus-Wrecking Ball)



Ivy On:Fui direto tomar um bom banho aquela festa realmente tinha me esgotado e ainda por cima tinha que aguentar  meu irmão taradoJá faz tanto tempo que não temos mas nenhum contato físico não que eu esteja reclamando porque eu não sou mais aquela manininha ingênua Justin não pode mais me submeter a coisas que eu não quero fazer,por mais que naquela época a maioria delas eu fiz por livre e expontânea vontade
Mas por mais que eu queira me afastar e deixar tudo aquilo para trás como lembranças que nunca mais deveriam ser lembradas,ele acaba me hipinotizando com aqueles olhos Ainda sinto meu corpo se arrepiar quando ouço sua voz rouca eu não poderia me submeter aquilo tudo de novo sabendo que é errado e ao mesmo tempo é incontrolável
Entrei em baixo do chuveiro sentindo a água quente relaxar todos os meus músculos,Meu querido irmão do mal me queria de volta para ser o que eu sempre fui seu brinquedo sexual

Ivy Off

Justin On:Depois de tomar um bom banho coloquei uma roupa qualquer e fui até a cozinha encontrar algo pra comer,mamãe e papai estavam trabalhando não é novidade eles sempre estão
Peguei o jarro de suco na geladeira e um pacote de doritos no armário,arrumei as coisas no balcão me sentando em um dos bancos
Senti o cheiro doce invadir minhas narinas só poderia ser dela minha querida irmãzinha

Ivy:sabe que horas papai e mamãe vão chegar?
Eu:não e quem liga assim poderemos ficar mais tempo juntos como bons irmãos que nós somos-sorri malicioso
Ivy:você é nojento
Eu:Ivy,Ivy não finja como se eu tivesse te obrigado a alguma coisa
Ivy:eu nunca pedi por aquilo
Eu:mas nunca disse que não queria,adimita aquilo tudo que fizemos você queria tanto quanto eu
Ivy:eu era uma idiota manipulada por você
Eu:você adorava ser manipulada por mim,porque com aquela idade você não conseguiria fingir um orgasmo

Ela revirou os olhos e deu as costas pra mim indo para a sala,a segui

Eu:adimita Ivy eu te afeto você querendo ou não
Ivy:cala a boca Justin

Segurei seu pulço a fazendo se virar pra mim colei nossos corpos o máximo que eu pude,grudei nossos lábios antes que ela falasse qualquer coisa e como sempre ela cedeu ela sempre cede,desci uma de minhas mãos
até aquele traseiro que fazia meses que eu queria dar uma boa apertada 
Suas mãos estavam na minha nuca,nosso beijo ficou mais rápido eu necessitava de mais do que um simples beijo
A prençei na parede descendo meus beijos pelo seu pescoço

Eu:não importa com quantas caras você namore Ivy você  sempre vai preferir a mim o homem que tocou primeiro-sussurei em seu ouvido

Ivy odiava adimitir que ele tinha razão,ela estava se odiando por estar naquela situação,sua pernas estavam bambas as carícias de Justin,era como se tivesse voltado ao passado e aquele fosse o momento em que ele a tocou pela primeira vez

Ivy:eu sou sua Justin
Eu:eu sei disso minha pequena Ivy-mordeu o nóbulo da orelha de ivy

Ela era apenas dele e ele era o seu querido irmão do mal a arastando para o pecado novamente

Roupa da Ivy:http://www.polyvore.com/cgi/set?id=95840780&.locale=pt-br

Sei que esta pequeno e uma bosta mas eu tinha prometido postar e eu acabei que ainda não dormi,eu sei que esse e Love Me Like You Do são os imagines favoritos de vocês mas tem que comentar os outros okay
Eu fiquei muito feliz pelos 16 comentários serio mesmo no máximo eram 10 eu agradeço mesmo o carinho de vocês,posto Love Me Like You Do quarta ou quinta-feira Bjs Amo Vocês

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Crazy and Obsessive Capitulo 2


                                Enquanto me queimo, você ateia mais fogo(Kelly Clarkson-Let Me Down)

Entrei na escola passando pelo pátio,e droga aqueles olhares tinham
que se direcionar a mim?
Estava quase entrando na escola quando sinto alguém tocar meu ombro
me viro dando de cara com um menino de franja e muito bonito por sinal

XXX:oi você é a vizinha do Justin néh?
Eu:quem?
XXX:olha você apareceu ontem na janela-riu
ai se escondeu
Eu:eu tenho que ir

Me dirigi o mais rápido possível pra dentro da escola,andei por aqueles
enormes corredores até achar a sala da diretora,dei levez batidas na porta
até ouvir um entra

Eu:oi eu sou Alis
XXX:Alison Berry eu sei querida,eu sou Esther
pode sentar
Eu:obrigada

Me sentei na poltrona marrom escura em frente a mesa dela

Esther:bom aqui esta seus horários,e se tiver qualquer
duvida me avise okay
Eu:okay e muito obrigada

Sai da sala e andei pelos corredores agora cheios,segui até meu armário
e o abri colocando uns livros ali dentro,depois segui pra minha sala 23

Alison Off

Justin On:Estava eu no pátio da escola conversando com Ryan e Chris
até Chaz se aproximar de nós

Chaz:cara nem sabe quem eu vi
Justin:quem?
Chaz:aquela sua vizinha gostosa-riu
Justin:a maluquinha que só faltou se jogar no chão
Chaz:essa mesma
Chris:garota maluca
Ryan:mas gata
Justin:e é minha
Ryan:ui okay garanhão
Justin:vou convidar ela pra gente sair e depois bom-sorri malicioso
vocês sabem
Chaz:e como ela é burra ela irá aceitar

Justin Off

Alison On:Entrei em minha sala que parecia mais uma zona,ninguém no lugar
alguns ja em seus "grupos"
Me sentei na primeira carteira perto do professor,peguei minha mochila tirando
alguns materiais 
Até que eu vi ele e o que deu pra perceber seu bandinho,droga porque ele tinha
que estudar aqui?
Ele olhou pra mim e pelo seu sorriso me reconheceu,tentei me esconder o máximo
possível e desviar meu olhar do dele era sufocante

XXX:oi

Quando eu ia responder o professor entrou na sala de aula,obrigado Deus
Ele se sentou ao eu lado e ficava me encarando,mas que ótimo

                            [.......]

O professor passava algumas coisas no quadro e eu anotava tudo,gostava de matemática
por mais que 99% dos adolescentes odiasse

XXX:eu sou o Justin
Eu:respirei fundo-sou Alison
Justin:belo nome-sorriu
Eu:obrigada-sorri amarelo
Justin:então percebi que você é nova aqui,que tal nós
sairmos um dia desse
Eu:não
Justin:não?-olhou incrédulo pra mim
Eu:eu não posso okay
Justin:riu com deboche-tudo bem
e voltou a olhar pra frente

Eu nunca imaginei que um simples não mudaria totalmente minha vida

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Imagines

Esses são os imagines que eu irei postar
My Dear Brother From Evil
A Proof Of Love
Love Me Like You Do
Crazy And Obsessive
My Nanny Belieber 

Não tem dias eu posto quando poder okay Bjs

A Proof Of Love Capitulo 1

                                                         E se eu pudesse ter apenas um desejo
                                                Eu desejaria ter você ao meu lado(Miley Cyrus-Stay)

Kate On:E la estava ele com seus amigos,sempre com aquele enorme
e belo sorriso nos lábios e aquele belo par de olhos cor-de-mel que
me fazem me perder quando olho pra ele,quando raramente ele olha pra mim

Jennifer:olha ta saindo uma babinha da boca dela
Samara:pior-riu

Me virei encontrando os dois seres retardados e sem noção que eu chamo
de amigas,melhor minhas melhores amigas

Eu:haha muito engraçado-fechando o meu armário
Samara:desencana dele,você sabe que ele não te mereçe
Eu:ou sou eu que não mereço ele heim
Jennifer:as vezes eu tenho vontade de te bater,você esta se ouvindo?
ele não é tudo isso
Eu:ele é perfeito
Samara:e você também,se ele não consegue perceber isso ele não
te mereçe
Eu:como se isso fosse funcionar néh
Jennifer:vamos mudar de assunto,fizeram o trabalho de inglês?
Eu:que trabalho de inglês?
Jennifer:você me deve cinco pratas Samy eu disse que ela ia esqueçer

                            [.......]

Eu:mãe cheguei,cadê você?
Amy:estou aqui na cozinha querida
Eu:nossa que cheiro ótimo mãe é macarronada?
Amy:é sim querida-sussurou

Dei uma boa olhada para o rosto da minha mãe,seus olhos
vermelhos assim como suas bochechas diziam que ela tinha chorado e muito
Ela tinha um papel nas mãos,um papel médico,bom a algumas semanas eu andei me sentindo mal
e ela me obrigou a fazer uns exames para ver o que eu tinha de errado comigo,mães sempre super-protetoras

Eu:tudo bem?
Amy:esta sim,esta tudo ótimo
Eu:não é o que pareçe-ri sem humor
Amy:querida eu só não estou me sentindo muito bem
Eu:esses são meus exames?

Ela apenas concordou com a cabeça deixando algumas lágrimas molharem seu rosto
São raras as vezes que eu vejo a minha mãe chorar,ela é muito forte e sempre é ela
que dá apoio á toda a família e sempre ela que resolveu todos os nossos problemas
Tentei pegar o papel de suas mãos,o que foi envão porque ela recuou me deixando cada vez mais
confusa e apavorada

Amy:sinto muito
Eu:porque você sente muito?
Amy:eu prometo que vai ficar tudo bem-alisando meus rosto
Eu:mãe esta me assustando
Amy:querida no começo vai ser difícil,mas sabe depois as coisas vão melhorar e você
vai ver que tudo de uma certa forma valeu a pena
Eu:mãe o que esta acontecendo?-alterei um pouco a voz
Amy:Kate você tem leucemia

Eu estava em choque o ar faltou em meus pulmões,não conseguia pensar direito
achei que não sabia mais como era andar
Tudo á minha volta parou e aquela frase ecoava na minha cabeça sem parar
Naquele momento eu senti que meu mundo estava desmorando e eu não podia fazer nada para mudar isso

Sinopse de A Proof Of Love

(Capa)

Ela tinha uma vida normal,até descobrir que talvez não viveria muito
Depois daquela notícia tudo tinha virado de cabeça pra baixo
Ela estava desmorando aos poucos,mas o que ela menos esperava era encontrar
o amor quando ela pensou que tudo tinha acabado

 Kate:


 Justin Bieber:






Amy:






















George:






















Samara:






















Jennifer:
















Essas são a Samara(Samy)

E a Jennifer(Jenni):
As minhas duas Beliebers favoritas,vocês imaginem suas melhores amigas





terça-feira, 20 de agosto de 2013

Sorry

Eu sei que vocês devem estar com vontade de me matar neh,mas eu posso explicar eu estava sem internet novamente e quase enlouqueci,e essa semana eu não poderei postar estou cheia de provas pra fazer,mas vou ver se consigo escrever alguma coisa no sabado okay bjs loves

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

My Dear Brother From Evil Capitulo [9]

                                           E se eu fixasse meu olhar por muito tempo
                                    Provavelmente perderia o controle e começaria a chorar

Ivy On:

Tyler:eu acho melhor não Ivy-me empurrando de leve
Ivy:porque não?-o encarei
Tyler:a festa tem que acabar meus pais vão chegar em poucas
horas
Ivy:suspirei-tudo bem

Era sempre assim ele nunca queria me tocar como eu queria,já namorávamos
a mais de cinco meses e ele sempre encontrava alguma desculpa pra isso nunca
acontecer
Qual é eu não sou boa o bastante pra ele?
Vi Tyler sair do quarto e peguei minha bolsa que se encontrava no chão,eu teria
que ligar para aquele maldito vir me buscar

Ligação on:

Justin:é melhor falar rápido antes que eu te mate
Eu:preciso que você venha me buscar
Justin:haha eu estou com uma gostosa aqui acha mesmo que eu vou larga-la
pra ir te buscar na casa do seu namorado baitola
Eu:suspirei-porfavor
Justin:o que eu ganho com isso?-podia jurar que ele estava
com aquele enorme sorriso malicioso nos lábios
Eu:não conto pro papai que foi você que bateu o carro dele semana
passada
Justin:eu ja estou indo-falou rude

Ligação Off

Segui para frente da casa sem ao menos procurar por Tyler para dar tchau,peguei
meu celular olhando que ja se passava das 4:30 da manhã
Desde daquela última noite que nós não nos tocamos mais,ele se afastou depois daquilo
e eu me senti como se tivesse apenas cido usada por mais que eu não queira eu sinto
falta do seu toque
O barulho irritante da buzina me fez sair dos meus pensamentos corri em direção
ao carro de Justin e entrei no mesmo que logo seguiu para casa

Justin:seu namoradinho não quis te comer de novo?-riu
Eu:cala essa boca seu idiota
Justin:ai ai Ivy aquele garoto não passa de um viadinho eu ja te disse isso
Eu:você deveria se concentrar na estrada e não na minha vida

O silêncio reinou dentro do carro me concentrei na estrada que era bem mais interessante
que olhar para a cara de Justin
Paramos em um sinal vermelho e senti uma de suas mãos tocar na minha perna
o encarei e o mesmo mantinha os olhos nos movimentos que sua mão fazia

Justin:sinto sua falta Ivy
Eu:tira suas mãos de mim-tirando com brutalidade sua mão

Minhas palavras foi como um shock pra ele,que em poucos segundos voltou sua atenção
para a estrada e ficou em silêncio

                        [........]

Justin On:Me joguei na cama ja não aguentava mais não poder tocar nela de novo
Depois daquela última noite eu achei melhor parar não que eu não gostasse de meter nele
quando eu quizesse mas eu acabei achando diversão em outras coisas bebidas,mulheres mais velhas
e drogas
Mas quem diria que aquela vagabunda viraria essa mulher gostosa com seios fartos e uma bunda que 
sempre que a vejo tenho vontade de dar um bom tapa

Justin:eu vou ter você de volta minha pequena vadia-sussurei

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Eu amei o Layout que a Demetria Lee Chae-rin fez pra mim


                                                         

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Crazy and Obsessive Capitulo 1

                                            É impressionante o que você pode esconder
                                           Só através de um sorriso(Demi Lovato-Believe in Me) 

"O medo é o caminho para o lado negro. O medo leva a raiva, a raiva leva ao ódio, o ódio leva ao sofrimento"

Alison Berry on:E aqui estou eu enfim a Stratford Ontário Canada,lugar novo vida nova
Depois da seperação dos meus pais eu decidi que ficaria ao lado do meu pai,talvez porque
eu não suporte a minha mãe e ao contrário foi sempre meu pai que me entendeu melhor

Simon:o que você achou da casa?(Link)
Eu:é muito bonita
Simom:vamos vê-la por dentro
Eu:okay

Seguimos para dentro e a casa era simplismente muito bonita,uma coisa
simples apenas para nós dois,segui para as escadas enquanto meu pai colocava
todas as malas para dentro de casa 
Abri uma porta branca e dei de cara com o meu quarto ele era realmente incrível
(Link)


                               [.......]

Já se passava das 18:00 horas meu pai havia me mostrado a casa inteira
e agora eu estava arrumando minhas roupas no meu closet
Decidi abrir as cortinas para pegar um pouco de ar,era verão aqui no canada e realmente
eu estava com muito calor
Assim que o ar fresco tocou o meu rosto foi ótimo,direcionei meu olhar pra frente dando de cara
com quatro meninos dois sentados numa cama e os outros dois em puffs,eles direcionaram seus
olhares pra mim droga Alison droga
Eu sou muito tímida a respeito de garotos não que eu seja uma garota ingênua,mas eu me sinto
desconfortável quando um garoto me encara eu simplismente entro em pânico imagina então
quatro olhando para mim ao mesmo tempo
Um que tinha um topete e que eu devo dizer tinha um belo corpo acenou pra mim,eu apenas o encarei
com uma cara de retardada sem saber o que fazer
Ele se aproximou mais de sua janela e sorriu,deu aquele belo sorriso com os dentes mais brancos que eu ja
vi em toda a minha,e eu? bom como uma menina super normal fechei as cortinas e me joguei na cama,como eu sou
uma idiota mesmo
Ouvi batidas na minha porta e disse um entra me arrumando direito na cama

Simom:papai tem que resolver algumas coisas no novo trabalho,se importa de comer
uma pizza no jantar?
Eu:não tudo bem
Simom:ótimo,não esqueça amanhã começam suas aulas,eu não estarei aqui de manhã
vê se não se atrasa
Eu:okay papai

Ele veio me deu um beijo na testa e saiu pela porta,escola eu odeio a escola
eu nunca consigo me encaixar é como se eu fosse uma espécie de E.T ou coisa do tipo
o mínimo que eu consigo são dois amigos eu simplismente não nasci pra me socializar sou
péssima nisso

                        Manhã seguinte
Eu ja estava pronta(roupa),
meu pai me ligou umas quinze vezes perguntando se eu ja havia acordado
meu deus ele não sabe que eu tenho um despertador?
Tomei um suco com torradas e geléia de uva,peguei minha mochila e o endereço da escola
Meu pai ja havia providenciado tudo ele tinha pegado a senha do meu armário e eu teria só que pegar 
meus horários
A escola não era muito longe meu pai disse que eu poderia ir a pé mesmo,mas sempre que eu achei qualquer
coisa estranha era pra ligar imediatamente pra ele ate pareçe que eu tenho cinco anos
Parei em frente a escola que e tinha um cartaz dizendo bem vindos alunos da stratford Northwestern Secondary School
Não era mais fácil dizer bem vindos ao inferno novamente

Oie Loves então primeiro capitulo de Crazy and Obsessive vamso ver se eu vou ter bastante inspiração pra fazer esse,beijossss
Quarto do pai da Alison
(Link)
Cozinha
(Link)
Sala
(Link)